terça-feira, 11 de outubro de 2005


Tenho medo deste mundo
Mundo que me aprisiona
Mundo de costumes tão estranhos
De coisas que são consideradas normais,
e que antes eram consideradas hediondas
Desse mundo de mentiras
Porque é um mundo construído sobre mentiras
Um dia as mentiras desmoronarão e será o fim da humanidade
Não terão onde se segurar
Apenas mentiras
Agarre-se em uma mentira e você cairá com ela

Como posso acreditar em uma humanidade com costumes tão estranhos
Uma humanidade que acredita que
um pedaço de tecido, muda alguma coisa
seja na cabeça, seja no pé,
seja pendurado na frente do peito

Como levar a sério uma "civilização" que acha que,
por usar um pedaço de pano pendendo a frente do peito,
pode conseguir respeito?

sábado, 1 de outubro de 2005

Amor

Ah... O amor.
Sentimento sofrido.
Sofrimento sentido.